Parafuso ao Molho 4 Queijos Fugini

setembro 1, 2014 by Soraya Gars

Uma receita rápida e fácil, muito saborosa, que vai surpreender sua família ou até mesmo aquela visita inesperada de última hora.

Numa panela coloque 2 sachets de molho 4 Queijos Fugini, 1 caixinha de creme de leite e 1 pacote de 50g de queijo ralado. Cozinhe em fogo médio, sempre mexendo; quando ferver, abaixe o fogo e deixe por mais 5 minutinhos. Despeje sobre o macarrão já escorrido e polvilhe parmesão ralado por cima. Sirva imediatamente.

Aqui em casa adoramos macarrão tipo parafuso, mas você pode utilizar o macarrão de sua preferência. Cozinhe “al dente”, escorra e sirva com este delicioso e prático molho!

.


A Fugini também está presente nas mídias sociais:
Facebook e Twitter

Sugestão de leitura:



» Deixe seu Comentário AQUI! »

Cérebro pode se beneficiar da perda de peso pós cirurgia bariátrica, aponta estudo brasileiro

agosto 29, 2014 by Danny Mou

Um estudo da Universidade de São Paulo tem sido destaque na imprensa internacional. Seria o primeiro estudo a acompanhar o funcionamento do cérebro em pacientes antes e depois de uma cirurgia de perda de peso. Seus resultados sugerem que o cérebro, de fato, se beneficia da cirurgia bariátrica, embora os efeitos medidos ainda sejam considerados modestos.

Vale lembrar que estudos têm demonstrado declínio da função cerebral em pessoas obesas e uma maior associação com algum tipo de demência. Em comparação com as pessoas magras, aqueles que estão acima do peso são 26% mais propensos a desenvolver algum tipo de demência e aqueles que são obesos são 64% mais propensos desenvolver doenças desse tipo.

No estudo brasileiro, os pesquisadores recrutaram dezessete mulheres com obesidade grave que planejavam fazer o bypass gástrico, um procedimento que reduz o estômago e desvia alimentos, passado uma boa parte do intestino delgado, a fim de reduzir a quantidade de calorias e nutrientes que o corpo pode absorver a partir de alimentos.

O índice médio de massa corporal para as 17 mulheres foi de 50,1. Seis meses após a cirurgia, o IMC médio caiu para 37,2 – ainda alto o suficiente para ser classificado como obeso.

Antes de se submeterem à cirurgia, as mulheres realizaram um teste de QI e seis testes adicionais para avaliar memória e função executiva (como o Stroop Color Test, o Teste de Wisconsin e da Figura Complexa de Rey Test). Eles também deram amostras de sangue e fizeram PET para que os pesquisadores pudessem medir a atividade metabólica no cérebro. Todos os testes foram repetidos seis meses após a cirurgia.

Outro grupo de 16 mulheres serviu de grupo de controle. Suas idades e níveis educacionais eram essencialmente os mesmos que para as mulheres obesas, mas seus IMCs eram muito mais baixos (22,3, em média). As mulheres magras fizeram todos os mesmos testes que as mulheres obesas.

Descobriu-se que as mulheres em ambos os grupos se saíram igualmente bem em testes cognitivos. Mas, em comparação com os resultados iniciais, as mulheres obesas melhoraram em um dos testes – o Trail Making Test – depois da cirurgia.

As diferenças em imagens do cérebro foram mais pronunciadas. Antes das cirurgias, os cérebros das mulheres obesas pareciam estar trabalhando mais do que os cérebros de mulheres magras. Isso era especialmente verdadeiro em áreas do hemisfério direito que se tornam ativas quando as pessoas têm de compensar o declínio cognitivo, explicam os pesquisadores. No entanto, após as cirurgias, estas diferenças “não eram mais notadas”, acrescentaram.

“Quando estudamos mulheres obesas antes da cirurgia bariátrica, encontramos algumas áreas de seus cérebros metabolizado açúcares em uma taxa maior do que as mulheres de peso normal”, disse a diretora da Abeso, Cintia Cercato, que orientou o estudo pela Universidade de São Paulo. “Em particular, a obesidade levou à atividade alterada de uma parte do cérebro relacionada com o desenvolvimento da doença de Alzheimer. A cirurgia bariátrica inverteu esta atividade, nós suspeitamos que o procedimento pode contribuir para a redução do risco de doença de Alzheimer e outras formas de demência”, destaca Cintia.

No geral, os pesquisadores concluíram que ser obeso aumenta o risco de doença de Alzheimer, em porcentagem semelhante ao efeito de ter a versão e4 do gene APOE. Embora seja impossível mudar o seu gene APOE, a boa notícia para os obesos é que eles provavelmente podem reduzir o risco de demência. “Nossos resultados sugerem que o cérebro é outro órgão que se beneficia com a perda de peso induzida pela cirurgia”, disse Cintia.

O estudo da Universidade de São Paulo foi publicado terça-feira (26) no Journal of Clinical Endocrinology and Metabolism, e é resultado da tese de Emerson Leonildo Marques, com orientação de Cintia Cercato; e teve a participação dos pesquisadores Alfredo Halpern, Marcio Mancini, Maria Edna de Melo, Nídia Celeste Horie, Carlos Alberto Buchpiguel, Artur Martins Novaes Coutinho, Carla Rachel Ono, Silvana Prando, Marco Aurélio Santo, Edécio Cunha-Neto, Daniel Fuentes. Fonte: ABESO

Sugestão de leitura:


Siga @danny_mou no Instagram!

» Deixe seu Comentário AQUI! »

Fricassé de Carne Moída

agosto 27, 2014 by Danny Mou

>> Diário Pessoal, 27/08/14

Aqui em casa, nós gostamos bastante de carne moída! Mas é bom dar uma inovada, criando receitas práticas e saborosas, que incluem a carne moída como ingrediente. Esta, considero uma receita completa, excelente para servir acompanhada de uma salada. E o que é melhor: muito fácil de fazer! ;)

Ingredientes:
- 1/2Kg carne moída refogada com temperos à gosto, bem sequinha
- 1 caixa de Creme de Ricota
- 1 lata de milho verde
- 1/2 colher (café sal)
- 150g de presunto fatiado
- 150g de mussarela fatiada
- Parmesão ralado para polvilhar
- Batata Palha

Bater no liquidificador: o milho com água da lata, junto com o sal e o Creme de Ricota. Reserve.

Num refratário tamanho médio, arrume a carne moída no fundo e por cima, coloque as fatias de presunto. Despeje o creme batido no liquidificador e cubra com as fatias de mussarela. Polvilhe parmesão ralado à gosto e leve ao forno ou micro-ondas, até a mussarela derreter.

Sirva acompanhado de batata palha.

Sugestão de leitura:

» 2 Comentários »

Surto de Ebola preocupa autoridades sanitárias!

agosto 18, 2014 by Danny Mou

>> Diário Pessoal, 18/08/14

Ebola tem taxa de mortalidade de até 90%

A descoberta de novos casos de ebola deixou o mundo em estado de alerta. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), de março a agosto deste ano, já foram notificados 1.711 casos da doença. Até o momento, 932 pessoas vieram a óbito. Este é o maior surto de ebola já documentado e o primeiro que ocorre na África Ocidental, com casos já confirmados na Guiné, Libéria, Serra Leoa e Nigéria.

“A ebola é caracterizada pelo aparecimento súbito de febre e mal-estar, acompanhado de outros sinais e sintomas inespecíficos, como dores musculares e de cabeça, vômito e diarreia. Pacientes com formas graves da doença podem desenvolver sintomas hemorrágicos e disfunção de múltiplos órgãos, incluindo dano hepático, insuficiência renal e comprometimento do sistema nervoso central, levando ao choque e à morte. A ebola é uma doença grave e tem uma taxa de mortalidade que varia de 40% a 90%”, revela o infectologista da Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo, José Ribamar Branco.

De acordo com o especialista, o vírus da ebola não é transmitido por via respiratória, como a gripe, e não contamina a água e os alimentos. “O contágio acontece pelo contato direto com o sangue, fluidos corporais e tecidos de animais ou pessoas infectados. Mesmo após o falecimento do doente, a contaminação ainda é possível, pois o vírus sobrevive até dois dias fora do hospedeiro”, alerta.

Embora seja uma doença grave, ainda não há um tratamento específico para a ebola. “Não foi desenvolvida uma vacina para prevenção da doença e, após o contágio, não é possível combater o vírus com medicamentos. A única maneira de evitar uma infecção e uma epidemia são medidas preventivas, como melhores condições de higiene pessoal e do ambiente, uso de luvas no cuidado com a pessoa infectada e a quarentena”, explica.

Para evitar que a doença se espalhe para outros países e continentes, autoridades da vigilância sanitária fazem a identificação de pacientes suspeitos que deverão ser colocados em quarentena, nas fronteiras. Nenhum caso foi confirmado no Brasil, até o momento.
Fonte: José Ribamar Branco, infectologista da Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo

Sugestão de leitura:


Siga @danny_mou no Instagram!

» Deixe seu Comentário AQUI! »

Caldinho de Feijão Preto com Macarrão

agosto 15, 2014 by Danny Mou

>> Diário Pessoal, 15/08/14

Cozinhou muito feijão? Aproveite o tempo frio para fazer um saboroso caldinho!

Ingredientes:
- 4 xícaras (chá) feijão preto cozido e temperado à gosto
- 300ml de água
- 1/2 dente de alho picadinho
- 1 colher (chá) molho inglês
- 1 envelope de tempero para feijão (marrom)
- 1/2 pacote de macarrão para sopa

Modo de Preparo:
Bata o feijão no liquidificador com a água. Numa panela grande, doure ligeiramente o alho num fio de óleo e despeja o feijão batido. Quando levantar fervura, coloque o tempero em pó, o molho inglês, o macarrão e prove o sal. Mantenha uma caneca com água fervente, para ir acrescentando aos poucos, pois conforme o macarrão cozinha, ele absorve a água da panela.

Mantenha em fogo médio, mexendo eventualmente para não grudar e pingando água sempre que necessário. Não deixe formar uma sopa grossa, nosso objetivo é deixá-la como um caldo mais leve. Assim que o macarrão estiver bem macio, desligue e sirva. Uma delícia para aquecer o estômago nessas noites frias! ;)

Minha mãe passava o feijão batido na peneira grossa, para retirar os pedacinhos de casca. Mas, aqui em casa ninguém se incomoda com as casquinhas, então pulo esta etapa. Fica ao gosto de cada pessoa.

Sugestão de leitura:


Siga @danny_mou no Instagram!

» Deixe seu Comentário AQUI! »

Esmalte The Uptown Color Club

agosto 13, 2014 by Danny Mou

>> Diário Pessoal, 13/08/14

Recebi semana passada este esmalte lindíssimo da Océane e fiquei apaixonada! <3
O efeito flocado nas unhas é muito lindo!

Color Club é uma marca de Nova York que existe há 35 anos e chega agora ao Brasil através da Océane Femme. São esmaltes com alto padrão de qualidade, grande variedade de cores e secagem rápida. Além disso, são “4 free” (livres de formaldeído, DBP, tolueno e cânfora) e não testados em animais.

The Uptown pode ser usado diretamente nas unhas, mas como tem uma base transparente, são necessárias três camadas. O efeito nas unhas é muito legal, dependendo da incidência de luz puxa mais para o azul escuro ou tons avermelhados e alaranjados. Nessas fotos, estou mostrando como ele fica lindíssimo por cima de um esmalte azul escuro! ;)

Passei apenas uma camada e adorei o efeito. A cobertura é perfeita, fica bem lisinha nas unhas, além de realmente secar rápido. A durabilidade é excelente; usei por praticamente a semana inteira, precisando dar apenas um leve retoque.

Preço sugerido: R$ 17,50

.

Já estou pensando nas próximas combinações que farei!!!

.


Para maiores informações, visitem o site da Océane Femme!

Sugestão de leitura:


Siga @danny_mou no Instagram!

» Deixe seu Comentário AQUI! »

Iogurte ajuda a controlar a hipertensão, diz estudo

agosto 5, 2014 by Danny Mou

Revisão de pesquisas concluiu que a ingestão regular de probióticos, presentes também em leites fermentados, diminui a pressão arterial

Consumir regularmente alimentos com probióticos, como iogurtes e leites fermentados, pode melhorar a pressão sanguínea, de acordo com uma pesquisa divulgada nesta segunda-feira no periódico Hypertension. Os probióticos são bactérias naturalmente encontradas no intestino e conhecidas por regular o trânsito intestinal e proteger o órgão.

Pesquisadores australianos analisaram nove estudos que examinaram o impacto do consumo de probióticos na pressão arterial de 543 adultos. Eles constataram que o consumo regular das bactérias por mais de oito semanas diminuiu, em média, a pressão sistólica (máxima) em 3,56 mm Hg e a diastólica (mínima) em 2,38 mm Hg. Os efeitos positivos dos micro-organismos na pressão diastólica foram maiores em pessoas cuja pressão era igual ou superior a 13 por 8.

“Nós acreditamos que os probióticos podem ajudar a diminuir a pressão sanguínea por ter outros efeitos positivos na saúde, como melhorar o nível de colesterol LDL, reduzir a glicose no sangue, diminuir a resistência à insulina e ajudar a regular o sistema hormonal”, diz Jing Sun, líder do estudo e professora da Universidade Griffith, na Austrália. “Estudos adicionais são necessários antes dos médicos recomendarem probióticos para o controle e a prevenção da hipertensão.” Fonte: Veja Saúde

Sugestão de leitura:


Siga @danny_mou no Instagram!

Related Posts with Thumbnails

» Deixe seu Comentário AQUI! »