Baião-de-Dois

>> Diário Pessoal, 16/11/10

Adoro feijão fradinho e adoro queijo de coalho; a combinação desses dois ingredientes é show!!! :D
Esta é uma receita típica nordestina; um pouco demorada, mas não tem complicação, rende bastante e o sabor é excelente.

- 2 xícaras (chá) feijão fradinho
- 1 cebola média picadinha
- 2 dentes de alho bem picados
- 1 colher (chá – rasa) sal
- 1 cubo caldo bacon
- 1/2 xícara (chá) bacon picado em cubinhos
- 1 linguiça calabresa defumada cortada em rodelas OU paio
- 1 1/2 xícara (chá) arroz cru
- 2 espetos de queijo de coalho picados em cubinhos

Cozinhe o feijão fradinho junto com a linguiça, até amaciar (cerca de 30 minutos).
Numa panelinha à parte, doure o bacon com a cebola e o alho, depois despeje na panela com o feijão já cozido. Adicione o arroz cru, o sal, o caldo e acrescente água fervente suficiente para cobrir todos os ingredientes. Leve ao fogo baixo, com a panela semi tampada, até o arroz cozinhar (cerca de 15 minutos). Fique de olho para a água não secar totalmente antes do tempo. Desligue o fogo, coloque os cubinhos de queijo de coalho, mexa e tampe a panela; espere 5 minutos para o queijo amolecer e sirva em seguida.

.

Mais informação sobre Queijo de Coalho:

O queijo de coalho, tipicamente culinária do sertão nordestino brasileiro, surgiu da necessidade dos viajantes carregarem leite durante as longas viagens. O leite não poderia estragar e por esse motivo descobriram a utilização do coalho para talhar o leite.

O queijo de coalho é baseado na simples coagulação do leite e na prensagem da massa. O leite utilizado na fabricação do queijo de coalho é totalmente integral e de origem bovina. Posteriormente à sua ordenha, o leite é pasteurizado e recebe um tratamento térmico de aproximadamente 65º graus, onde ocorrem as eliminações de possíveis agentes contaminadores. E após a sua pasteurização, o queijo recebe a salga diretamente em sua massa.

O mesmo pode ser consumido assado, que é a forma mais usual, em churrascos ou em pratos típicos. Assado, também constitui presença obrigatória na mesa nordestina, tanto no café da manhã quanto no almoço ou jantar. Cada 100g contém 230 calorias. Fonte: Queijo de Coalho

.

O Museu do Queijo de Coalho criado pelo governo de Pernambuco. Com sede em Garanhuns, junto de Bom Conselho, Jucati, Pedra, Sairé, São Bento do Una e Venturosa, importantes fabricantes desse queijo. Nessa região do agreste setentrional, chega-se a produzir cerca de 1,3 milhões de litros de leite/dia, com 800 fabricantes informais desse queijo.

Queijo de Coalho é presença obrigatória em todas as mesas nordestinas. Na literatura também. “Concordei gravemente, enquanto ele gritava pelo garçom, encomendando doce de jaca com queijo de coalho. O café grosso e amargo, com gosto de chaleira, servido em xícaras grandes e grossas, completou a refeição” escreveu Hermilo Borba Filho, em “A Porteira do Mundo”. Está em todas as refeições – no café, no almoço e no jantar. Pode ser servido assado, derretido no forno ou grelhado. Acompanhando bolo, cuscuz, doce, baião-de-dois ou charque.

O Museu do Queijo de Coalho nasce em bom tempo. E que tenha longa vida. Certamente não será nunca o mais pomposo, nem o mais luxuoso dos museus. Nem talvez tão conhecido como os outros. Mas será, com toda certeza, o mais saboroso de todos. Fonte: Terra Magazine

.

Visite o site da Tirolez e saiba mais sobre seus produtos!

Sugestão de leitura:


Siga @danny_mou no Instagram!

| Deixe seu COMENTÁRIO AQUI |

Uma Resposta para “Baião-de-Dois”

    Gravatar
  1. Tweets that mention GASTROPLASTIA, BELEZA e CULINÁRIA – Bye Bye Gordura » Blog Archive » Baião-de-Dois -- Topsy.com Diz:

    [...] This post was mentioned on Twitter by Danny Mou ☺, Danny Mou ☺. Danny Mou ☺ said: Almoço perfeito para um dia frio: Baio-de-dois: http://byebyegordura.com.br/?p=2983 [...]

Escreva, comente, participe do Blog!!!

Os comentários serão respondidos por aqui, então retorne para ler sua resposta.

Siga @dannymoubbg no Twitter!