As Proteínas

>> Diário Pessoal, 08/09/08

Como muitas pessos me perguntam sobre a ingestão da proteína animal pós-gastroplastia, principalmente da carne vermelha, resolvi reproduzir aqui um trecho do – excelente livro – A Dieta dos Deuses; onde o autor explica bem esse assunto! 8)

Minha equipe médica, sempre recomenda que devemos priorizar as proteínas animais em todas as refeições: carne vermelha (entre 300g – 350g por dia), queijos magros, requeijão e yogurte light, leite desnatado, entre outros. Em especial a carne vermelha, por causa do ferro e vitamina B12. Eu tento seguir essa orientação, mas sei que às vezes é difícil comer tanta carne…

Vale a pena ler o trecho abaixo, pois contém informações importantes! :)

A Dieta dos Deuses
Capítulo 2 – Deixe que os alimentos cuidem de você

O que é proteína?
A poteína é essencial ao organismo. A palavra deriva do grego protos e significa “o primeiro” ou “o mais importante”. Todas as formas de vida contém proteína. As células, os hormônios e o sistema imunológico baseiam-se nas proteínas e se comunicam através delas. É óbvio, portanto, que devemos garantir para nosso organismo quantidades suficientes desse nutriente. As proteínas são constituídas de componentes menores chamados aminoácidos, dos quais existem cerca de vinte tipos diferentes. Onze deles podem ser produzidos pelo corpo humano. Os nove remanescentes não podem ser gerados no organismo, e precisamos, dessa maneira, consumi-los através dos alimentos que ingerimos. Eles são chamados “aminiácidos essenciais”. Se não consumirmos aminiácidos essenciais na quantidade necessária, o funcionamento de nosso organismo vai deteriorar-se. Sem tijolos não há prédios!

Onde encontramos as proteínas?
Existem duas fontes de proteínas: a animal e a vegetal. A proteína animal é encontrada no leite e em seus derivados, nos ovos, em todas as carnes, inclusive na carne de peru e de peixe, e nos frutos do mar. Lembre-se de que é a gordura saturada dos laticínios e da carne que deixa de ser saudável quando ingerida em grandes quantidades, e não a proteína. Se você escolher carnes magras e laticínios que contenham baixos teores graxos, a gordura não causará problemas.
A proteína vegetal é encontrada principalmente em nozes e castanhas, em sementes como feijões, lentilhas e ervilhas e, em menor proporção, nos vegetais. Os grãos de soja são também excelente fonte de proteína, além de possuir outras qualidades favoráveis à saúde.

Qual é a quantidade necessária de proteínas?
A necessidade, em geral, é de uma dose mínima diária de 1 a 1,2 grama de proteína pura por quilo de peso corporal, tendo-se como base um peso “normal” ou um índice de massa corporal (IMC) de 23, caso a pessoa não seja fisicamente muito ativa. Se você pesar 70 quilos, por exemplo, precisará, no mínimo, de 70 a 84 gramas de pura proteína por dia. Se for fisicamente ativo tanto no trabalho quanto na prática de esportes ou se for mulher e estiver grávida ou amamentando, necessitará de mais proteínas.
Observe que falamos de proteína pura, e não da quantidade de alimento. Uma vez que carne, frango, peixe e algumas castanhas (amêndoa, caju, amendoim) contém entre 20% e 30% de proteína, você precisaria consumir 350 gramas desses alimentos para ingerir 70 gramas de proteína pura. [...]

O que acontece se você ingerir poucas proteínas?
A ingestão insuficiente de proteínas pode levar à perda de massa corporal, ou seja, musculatura. Os músculos, grandes ou pequenos, são essenciais aos movimentos e são importantes porque protegem os órgãos vitais internos. Eles também constituem a parte do organismo que mais consome energia, portanto massa muscular menor significa metabolismo mais lento. Várias doenças relacionadas à idade estão fortemente vinculadas à perda de massa muscular do organismo.
Muitos alimentos que contém proteínas são também uma excelente fonte de importantes vitaminas e sais minerais. A vitamina B12 (usada na formação das células sangüíneas, no aparelho digestivo e no sistema nervoso), por exemplo, é encontrada na carne em geral, inclusive de peru, nos peixes e nos ovos (mas não nas proteínas vegetais).
A produção de proteína animal é relativamente cara, mas no mundo industrializado de hoje existe proteína disponível mais que suficiente. O baixo consumo de proteínas pode tornar-se um problema para as camadas mais pobres da população por serem mais caras do que os carboidratos e as gorduras. No entanto, como a proteína tem efeito nutritivo mais potente, seria um investimento melhor em termos de dinheiro e saúde do que os alimentos à base de carboidratos altamente processados, que custam menos.

O papel das proteínas no metabolismo
A decomposição da proteína em aminoácidos ocorre no estômago e no intestino delgado, enquanto a produção da proteína necessária ao corpo se dá no fígado. O processo consome muita energia e também leva à liberação de calor: cerca de 25% da proteína da nossa dieta é utilizada nesse processo, o que significa que nos sobra menos energia derivada de proteína do que indica o número de calorias (4 por grama).
As proteínas são o elemento-chave do metabolismo eficiente, e seu consumo produz efeito sobre uma série de hormônios. Acima de tudo, a proteína estimula a produção do hormônio do crescimento (IGF-1) e de um hormônio chamado glucagon. O hormônio do crescimento aumenta a massa muscular, enquanto o glucagon não somente potencializa a sensação de saciedade após uma refeição como também promove a queima de gordura do organismo para a produção de energia.
A principal função do glucagon é aumentar o nível de açúcar do sangue se estiver baixo (durante os períodos de jejum ou entre as refeições, por exemplo), garantindo dessa maneira o contínuo suprimento de energia para o organismo. O açúcar é liberado do suprimento existente no fígado (glicogênio) e é também produzido de proteínas e gorduras. Quando o corpo gera glucagon não produz insulina – o que significa menor armazenamento e maior queima de gordura.

Box: Proteína e queima de gordura
A ingestão de certa quantidade de proteínas em cada refeição melhora a capacidade do organismo de queimar gorduras, satisfazendo ainda o apetite muito melhor do que o consumo exclusivo de carboidratos.

• No café da manhã, iogurte ou queijo cottage auxilia o metabolismo, e as proteínas contidas nesses alimentos estimulam a produção de glucagon.

• Castanhas e outras sementes fornecem proteínas e gorduras saudáveis, sendo dessa maneira ótima opção para o lanche, além de uma fruta.

• Feijões, lentilhas e ervilhas fornecem proteínas e carboidratos saudáveis, e grãos de soja e alimentos feitos de soja, como tofu, têm altos índices de proteína.

Sugestão de leitura:


Siga @danny_mou no Instagram!

Related Posts with Thumbnails

| Deixe seu COMENTÁRIO AQUI |

6 Respostas para “As Proteínas”

    Gravatar
  1. Claudinha Diz:

    É Danny a tproteína tem que estar inserida na nossa alimentação não pe mesmo….eu como sempre todos os dias beijinhos Claudinha

  2. Gravatar
  3. Ingrith Diz:

    Que xique, eu faço dieta dos deuses, rs

  4. Gravatar
  5. Cynthia Barreto Diz:

    Tirando a carne vermelha que eu não como… O resto é mole! Bjks!!

  6. Gravatar
  7. josiane dos santos Diz:

    Gostaria de saber o que e metabolismo de proteinas ??

  8. Gravatar
  9. Sandra de Mattos Diz:

    Depois de três anos da cirurgia é que fui entender o que é preciso para emagrecer. Eu pesava 120kg e emagreci só 35 kg – como tenho mais de 60 anos achei que era por caiusa da idade, mas agora sei que não é. Tenho uma nova médica e ela me disse que a proteina é essecial e que na verdade não precisaria igerir outro tipo de alimento. Tomo Centrum Silver, complexo B, Oscal D, vitamina E, fora os anti-depressivos… Será que preciso comer também vegetais e legumes, ou só o que contém proteína é suficiente. Minha filha diz que sou louca em não comer as saladas e legumes verdes como fazia antes, porque são atnti-oxidantes. Mas se o organismo não absorve, não é melhor preencher o espaço que tem no estômago com proteinas? Como muita salsicha e mortadela; acho que este não é o caminho certo… mas é mais fácil, rsrsrs Se alguém puder me ajudar com uma orientação precisa, ficaria muito grata.
    Abraços a todos,
    Sandra

  10. Gravatar
  11. Ana Célia Diz:

    Sandra, pelo que pude ler do seu comentário sua dieta está totalmente equivocada e muito me admira sua a médica defender que você só deve comer proteína e abandonar os outros grupos de alimentos. O nosso organismo depois de operado absorve sim os nutrientes, só que em menor quantidade, e até por isso mesmo é necessário consumí-los. Não sou médica mas aconselho você a procurar ajuda de uma nutricionista com urgência. Sua alimentação baseada em salsinha e mortadela não ajuda em nada o seu emagrecimento além de não ser nem um pouco saudável. Um bom nutricionista poderá auxiliá-la.

Escreva, comente, participe do Blog!!!

Os comentários serão respondidos por aqui, então retorne para ler sua resposta.

Siga @dannymoubbg no Twitter!