Saiba mais sobre o iogurte grego!

O produto caiu no gosto dos brasileiros e ganhou diversas versões nacionais.
Mas cuidado, não é tão light quanto parece!

De cara, o alimento é reconhecido pela cremosidade. O alto teor de proteína é outro fator que responde por sua fama. Pena que a fórmula gringa não é seguida à risca em território verde-amarelo. “No exterior, esses iogurtes passam por diversos processos de filtração que resultam em um produto com maior quantidade de proteína e pouca gordura“, conta Tânia Rodrigues, nutricionista da RGNutri Consultoria, na capital paulista. Aqui, porém, parece que o principal objetivo é mesmo caprichar na textura. “Para isso, são adicionados ingredientes como creme de leite, leite integral e gelatina“, descreve a especialista. Apesar de delicioso, passa a somar muitas calorias. “Para quem está de olho na balança, o desnatado e o light ainda são as melhores opções“, destaca.

A hora da verdade
O iogurte deve fazer parte da alimentação diária, já que é importante fonte de cálcio. Mas as fórmulas que levam leite integral têm mais gordura saturada, aquela que, em excesso, não é legal para a saúde. Para se ter ideia, um potinho de iogurte grego chega a oferecer cerca de 5 gramas de gordura saturada – e, em uma dieta de 2 mil calorias, são permitidos 22 gramas. Fonte: M de Mulher

Sugestão de leitura:


Siga @danny_mou no Instagram!

| Deixe seu COMENTÁRIO AQUI |

Escreva, comente, participe do Blog!!!

Os comentários serão respondidos por aqui, então retorne para ler sua resposta.

Siga @dannymoubbg no Twitter!