Kibe de Forno

8th julho, 2017 by Danny Mou

Esta era a especialidade da minha sogra na cozinha. Todo mundo fazia fila, para saborear o kibe de forno que ela fazia! É muito fácil, basta seguir a receita direitinho. ;)

Massa:
- 500g de coxão-mole ou patinho moído
- 250g de trigo para kibe
- 1 cebola ralada
- 1 maço de hortelã bem picado (opcional) => não coloco
- 1 1/2 colher (chá) de sal
- 1 (chá) de pimenta síria
- 3 colheres (sopa) de margarina ou óleo

Recheio:
meio quilo de carne moída, refogada com cebola e temperos à gosto, bem sequinha.

Modo de Preparo:
Lavar o trigo para kibe e deixá-lo de molho na água por no mínimo 2 horas. Depois disso coloque o trigo em outra vasilha maior, espremendo-o com as mãos (deixe-o bem úmido). Junte a carne moída crua, a cebola, a hortelã, o sal e a pimenta síria. Agora trabalhe, ou amasse bem essa mistura, pois dizem os libaneses, que o grande segredo do kibe é trabalhar bem essa massa, para que o kibe fique mais gostoso e dê certo. Junte a margarina e amasse mais um pouco. Coloque metade dessa mistura de kibe numa forma média que vá ao forno, espalhe o recheio de carne moída, cubra com o restante do kibe. Por cima coloque uns pedacinhos de margarina bem distribuídos. Cubra a forma com papel alumínio e leve para assar em fogo médio, por cerca de 50 minutos. Não tire o papel alumínio, para que o kibe não resseque.


Tabule acompanha muito bem o Kibe de Forno. Veja a receita AQUI!

.
Receita postada originalmente no Blog em 09/03/2010

Sugestão de leitura:


Siga @danny_mou no Instagram!

» 4 COMENTÁRIOS »

Sopa de Carne com Macarrão e Legumes

4th novembro, 2016 by Danny Mou

Assim que chega uma frente fria, eu já preparo uma deliciosa e pedaçuda sopa de carne! :D Coloco vários legumes, de cores diferentes.

Ingredientes:
- 1/2Kg de carne em cubos pequenos (pode ser patinho ou coxão mole)
- 1 cenoura grande
- 1 chuchu ou 2 batatas médias
- 8 ou 10 vagens
- 4 mandioquinhas
- 1/2 cebola pequena picadinha
- 1 xícara (chá) macarrão para sopa
- 1 1/2 litro de água quente
- 2 cubos de caldo de carne
- 1 colher (chá) molho inglês
- sal à gosto

Ingredientes:
Descasque e pique os legumes em tamanho médio. Refogue a cebola num fio de óleo, acrescente a carne e deixe dourar. Acrescente 1/2 litro de água quente e os cubos de caldo, deixe ferver e feche a panela de pressão. Cozinhe em fogo alto por 20 minutos. Desligue o fogo e espere a pressão sair para abrir a panela.

Coloque os legumes (menos a mandioquinha), e meio litro de água quente. Mexa e acrescente o sal e o molho inglês. Quando ferver, tampe a panela de pressão e deixe em fogo médio por 20 minutos. Desligue e quando sair a pressão, abra a panela e coloque a mandioquinha, o macarrão e o último meio litro de água quente. Prove e corrija o sal. Tampe novamente a panela de pressão e deixe cozinhar por mais 7 minutos.

Receita publicada originalmente em 19/05/09

Sugestão de leitura:


Siga @danny_mou no Instagram!

» 3 COMENTÁRIOS »

Spaguetti Integral com Carne e Champignon

31st maio, 2016 by Danny Mou

Esta é uma receita absolutamente completa, nutritiva e que faz o maior sucesso aqui em casa! ;)

Ingredientes para o Molho de Carne com Champignon:
- 500g carne picada em cubinhos pequenos => patinho ou coxão mole
- meia cebola picadinha
- 1 cubo de caldo de carne
- 1 colher (café) molho inglês
- 1 pitada de orégano
- 1 envelope tempero em pó vermelho
- sal à gosto
- 1 xícara (chá) champignon picado
- água fervente
- 2 colheres (sobremesa) amido de milho

Modo de Preparo:
Na panela de pressão, refogue a cebola num fio de óleo, acrescente a carne e deixe dourar. Vá mexendo, até que solte bastante líquido. Acrescente os temperos e o champignon. Mexa bem e coloque água fervente suficiente para cobrir bem. Acerte o sal. O objetivo é formar um molho com bastante caldo, que será engrossado depois. Feche a panela e quando começar a chiar, marque 25 minutos em fogo médio.

Desligue a panela e deixe sair a pressão. Abra e verifique se a carne está bem macia, caso contrário, deixe cozinhar + 5 minutinhos. Se for necessário, coloque mais água fervente.

Separe 1 xícara do caldo e acrescente as 2 colheres de amido de milho. Misture bem, até dissolver por completo e despeje esta mistura, dentro da panela. Em poucos minutos, o molho ficará bem mais encorpado.

.

Cozinhe um pacote de Espaguetti Integral Vitao, conforme instruções da embalagem. Escorra e reserve. Quando o Molho de Carne com Champignon estiver pronto, é só colocar por cima do macarrão escorrido e servir imediatamente!

Receita postada originalmente no Blog em 12/04/2011

Sugestão de leitura:


Siga @danny_mou no Instagram!

» COMENTÁRIOS AQUI »

Bolinho de arroz, queijo e carne seca

15th abril, 2016 by Danny Mou

Aqui em casa, adoramos bolinho de arroz. Já deu para perceber, né? Então, sempre procuro variações e esta, com certeza, ficou muito apetitosa!

Ingredientes:
- 1 xícara (chá) de Carne Seca Paineira - 2 xícaras (chá) de arroz já cozido e temperado
- 1 pacote 50g de queijo ralado
- 1 ovo
- 3 colheres (sopa) de farinha de trigo
- 4 colheres (sopa) de leite
- 1 colher (café) de fermento em pó
- salsinha picada à gosto
(não coloco sal)

Modo de Preparo:
É importante desfiar bem a carne seca. Misture todos os ingredientes para formar uma massa grossa, se for necessário, acrescente um pouco mais de leite e/ou farinha de trigo. Frite as colheradas no óleo quente, 5 ou 6 unidades por vez, escorra em papel absorvente e sirva imediatamente.

,

Mais uma prática receita, utilizando a deliciosa carne seca Paineira!

.

Visitem a Paineira nas mídias Sociais:
Twitter e Facebook


Sugestão de leitura:


Siga @danny_mou no Instagram!

» COMENTÁRIOS AQUI »

Conheça o lado bom de alguns alimentos polêmicos

29th março, 2016 by Danny Mou

Consumir carne vermelha, ovos, chocolate e café também pode ser saudável

A lista negra dos alimentos que são os piores inimigos da saúde é extensa. Mas, segundo estudos científicos recentes, a má fama de alguns deles não só é exagerada, como injusta. O consumo de alguns desses alimentos, como o chocolate, café, ovos, maionese, margarina e carne vermelha, traz efeitos benéficos ao organismo, além disso, afirmam os especialistas, são essenciais para a manutenção da saúde.

“Antes de tirar alguns componentes do cardápio, é muito importante saber qual é o tipo metabólico de cada pessoa. Os resultados mudam conforme o organismo de cada um. Por isso, o que para alguns pode fazer bem, para outros pode ser prejudicial”, diz o endocrinologista Wilson Rondó Jr, especialista em medicina ortomolecular, autor do livroFazendo as pazes com seu peso, da editora Gaia.

Chocolate
Um estudo feito pela McMaster University, no Canadá, descobriu que o consumo controlado de chocolate pode ter ação benéfica para o sistema cardiovascular. De acordo com a pesquisa, pessoas que comiam regularmente cacau, tinham 22% menos chances de sofrer um derrame. “O chocolate age como anti-inflamatório, regula o sistema imunológico, afina o sangue e assim diminui as chances de doenças cardiovasculares”, explica Wilson Rondó Jr.

Somado a isso, o chocolate ainda é rico em nutrientes que trazem muitos benefícios ao organismo. Entre eles estão os flavonoides, importantes antioxidantes que além de impedir a oxidação do colesterol, preserva outros antioxidantes como as vitaminas E a vitamina A.

Para ser saudável, o consumo deve ficar restrito a três pequenas doses de chocolate com pelo menos 70% de cacau por semana. “Uma composição com mais leite e gordura e menos cacau pode trazer mais problemas do que benefícios. E não faz sentido comer uma barra de chocolate por dia, isso só traria problemas para o nosso corpo”, explica o especialista.

Café
Segundo um estudo recente, feito pela Universidade do Sul da Flórida, nos Estados Unidos, a cafeína, substância encontrada no café, pode ser usada no tratamento da doença de Alzheimer, por diminuir a formação de placas amiloide tanto no cérebro quanto no sangue. Outro estudo norte-americano afirma que mulheres que tomavam quatro xícaras de café por dia tinham até 65% menos chances de ter derrames.

Além disso, a cafeína estimula o sistema nervoso, aumenta a sensação de bem-estar, tem efeito antioxidante, ajuda a combater a depressão e contém altos níveis de potássio, vitamina B e aminoácidos.

Mesmo com todos esses benefícios, é preciso tomar alguns cuidados na hora de beber café. “Os estudos mais atuais dizem que o ideal é não tomar mais do que quatro xícaras de café por dia. Uma quantidade maior do que essa pode aumentar o ritmo cardíaco, elevar a pressão arterial, elevar os níveis de colesterol, causar tremores e insônia”, diz Rondó.

Outro cuidado apontado pelo especialista é fugir do café descafeinado, já que estudos mostram que ele aumenta em 10% os níveis de colesterol no sangue e em 18% o acúmulo de gordura na parede das artérias.

Ovo
Durante anos ele foi relegado ao posto de inimigo do peito em função dos níveis de colesterol que esse alimento possui, o que poderia causar uma série de complicações para o sistema cardiovascular. Mas um estudo feito pela Universidade de Minnesota demonstrou não haver relação entre o consumo regular de ovos e o aumento da incidência de doenças cardiovasculares, como infarto e derrame. “O consumo do colesterol contido nos ovos induz o corpo a produzir menos colesterol fabricado pelo próprio organismo. Nesse processo, há um equilíbrio que preserva o funcionamento saudável do corpo”, explica Rondó.

A atenção ao consumo de ovos se deve principalmente ao seu modo de preparo. O ovo cozido e o pochê são as maneiras mais saudáveis de consumir esse alimento. Já prepará-lo frito ou mexido não é tão saudável. “Quando a gema entra em contato com o ar, o que acontece quando o ovo é frito ou mexido, há uma oxidação do colesterol. Esse processo torna a gordura dos ovos mais nociva à saúde”, afirma o endocrinologista.

Colocar o ovo cozido na primeira refeição do dia três vezes por semana, uma fonte de proteína, é mais saudável do que consumir pão, fonte de carboidrato, em todos os cafés da manhã. Além da variação na alimentação, que é sempre importante para uma dieta, os ovos são alimentos energéticos que aumentam a sensação de bem-estar durante o dia inteiro.

Carne vermelha
Segundo o endocrinologista Wilson Rondó, mesmo tendo quantidades de gordura saturada, a carne vermelha ainda é um elemento que deve ser mantido na dieta. Ela é fonte de todos os aminoácidos essenciais ao corpo humano, além de ser rica em ferro, zinco, e vitaminas do complexo B, principalmente a vitamina B12 – indispensável para o funcionamento das células nervosas do corpo humano. “Por isso, a maioria das pessoas que não come nenhum tipo de alimento de origem animal, principalmente a carne vermelha, apresentam carência dessa vitamina em longo prazo se não tomarem suplementos vitamínicos”, explica Rondó.

De acordo com o especialista, uma alimentação saudável é aquela que traz um equilíbrio entre os micronutrientes, ou seja, vitaminas e minerais, e os macronutrientes, como gorduras, proteínas e carboidratos. Fechar a boca para alimentos ricos no último grupo, como a carne vermelha, que tem fama de engordar, faz mal ao organismo.

Alguns estudos recentes, feitos na França, dizem que é possível enriquecer a carne e o leite bovinos com ômega 3, a partir de uma alimentação a base de linhaça, grão rico nessa gordura. O estudo também diz que o pasto é rico em ômega 3, e quando os animais são criados em campos, o seu leite e sua carne ficam mais nutritivos. Fonte: Portal Minha Vida

Sugestão de leitura:


Siga @danny_mou no Instagram!

» COMENTÁRIOS AQUI »