Benefícios da couve e receitas!

4th abril, 2014 by Danny Mou

Eu adoro couve, e você? Abaixo, três receitas deliciosas já postadas aqui no Blog e muita informação importante sobre esse vegetal, rico em cálcio, ferro e vitaminas!

Torta Colorida de Vegetais

Charuto de Couve com Lentilha

Feijão Tropeiro com Couve

.
1) Quais são os nutrientes encontrados na couve?

Considerado um alimento popular, este vegetal é extremamente benéfico à saúde, pois contém Cálcio, Ferro, Vitamina C, Vitamina K e Vitamina B6, bem como, sendo da família das crucíferas, contém substâncias antioxidantes – fenólicos.

.
2) Que benefícios estes nutrientes trazem para o organismo?

Cálcio – importante para a formação dos ossos e manutenção da massa óssea.

Ferro – Essencial para a formação de glóbulos vermelhos evitando a anemia.

Vitamina C – Protege o organismo de infecções e facilita a absorção do Ferro.

Vitamina K – ajuda a regular os processos de coagulação do sangue.

Vitamina B6 – Contribui para o bom funcionamento do sistema imunológico e para a modulação de receptores de hormônios no organismo.

.
3) É verdade que a couve ajuda a fixar o cálcio nos ossos?

A couve é uma fonte de cálcio que apresenta uma boa absorção pelo organismo, sendo assim, devido as propriedades do cálcio auxilia na manutenção da massa óssea. Porém temos disponíveis outros alimentos que também possuem uma rica quantidade de cálcio, como por exemplo: leite e derivados, brócolis, feijões, etc.

.
4) Dizem que a couve é um alimento bastante desintoxicante. Por que?

O organismo possui um processo natural para eliminar as toxinas do corpo através da transpiração, respiração, fezes e urina. O consumo de preparações que combinam frutas e vegetais conhecidas com desintoxicantes são um grande aliado neste processo de eliminação e defesas imunológicas. Assim como este alimento possui fibras auxilia no trânsito intestinal carregando os resíduos alimentares e a gordura excedente.

A couve também possui o antioxidante fenólico que atua como protetor aos danos dos radicais livres, diminuindo a proliferação de células cancerígenas e outras doenças (aterosclerose,artrite reumática, etc)., trazendo assim um efeito protetor.

.
5) Quantas calorias há na verdura? A forma de preparo influencia?

Em 100gr do alimento crú temos 27 Kcal

Os efeitos protetores da couve foram observados apenas quando estas foram consumidas cru ou submetida a um cozimento leve e rápido, não havendo evidências que após passar por um longo processo de cozimento continue proporcionando os benefícios.

Por ser considerada excelente fonte de fibras, porém estudos evidenciam que o processo de cozimento altera a sua propriedade e consequentemente sua atuação como fibra alimentar.

.
6) Como comprar a couve?

A couve é encontrada em todas as épocas do ano.

Na hora da escolha as folhas não devem estar moles demais, preferir as que tem o mínimo de folhas se desprendendo do caule. Produtos fatiados começa a perder nutrientes, especialmente a vitamina C, então prefira as que foram fatiadas no mesmo dia e use em seguida.

.
7) Há restrições para o consumo do alimento?

Indivíduos submetidos a tratamentos com anticoagulantes visando a prevenção da trombose, devem ser monitorados quanto a ingestão do vegetal devido a presença da vitamina K.

Fonte: Ligia dos Santos, nutricionista da Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo

Sugestão de leitura:


Siga @danny_mou no Instagram!

» COMENTÁRIOS AQUI »

Torta Colorida de Vegetais

30th outubro, 2013 by Danny Mou

>> Diário Pessoal, 30/10/13

Opção deliciosa, para colocar mais cor – e sabor – na nossa refeição! Esta torta é muito fácil, uma variação da Torta de Repolho que eu adoro e já mostrei aqui no Blog. Confiram!

Maridão trouxe da feira aquela bandeja com vegetais fatiados, contendo: beterraba, couve e cenoura. Usei como recheio da minha torta e ficou muito bom!

Ingredientes:
- vegetais fatiados em tirinhas
- 1 dente de alho picadinho
- 2 ovos
- 4 colheres (sopa) óleo
- 6 colheres (sopa) farinha de trigo (pode usar farinha integral)
- 100g de queijo ralado
- 1 xícara (chá) leite
- 2 envelopes de tempero em pó (amarelo ou vermelho)
- 1 colher (sobremesa) fermento em pó

Modo de Preparo:
Refogue o alho picado num fio de azeite, acrescente os vegetais e um pouquinho de água e sal à gosto; somente o suficiente para fazê-los murchar. Cozinhe em fogo médio com a panela tampada, por 1 ou 2 minutinhos. Devem ficar macios e não molengas. Reserve.

Para fazer a massa, bata os demais ingredientes no mixer ou liquidificador. Despeje numa travessa média untada e enfarinhada e vá arrumando os vegetais refogados por cima, apertando levemente para afundarem. Polvilhe um pouco de parmesão ralado e leve ao fogo médio pré-aquecido, por cerca de meia hora. Desenforme morno, para não quebrar.

.

Torta deliciosa, colorida e nutritiva: pode ser servida quente ou fria!

Sugestão de leitura:


Siga @danny_mou no Instagram!

» 3 COMENTÁRIOS »

Feijão Tropeiro com Couve

11th junho, 2012 by Danny Mou

>> Diário Pessoal, 11/06/12

Não tenho como negar, nos dias frios dá mais vontade de comer comidas pesadas, substanciosas! ;)

Esta é uma receita que eu adoro, pois apesar de calórica, reúne proteína e verdura. O Feijão Fradinho Vapza, que eu já comentei aqui no Blog, é delicioso e vem cozido no ponto certo. Facilita muito no preparo desta e outras receitas!

Quem for cozinhar o feijão fradinho, tome cuidado para não deixá-lo desmanchar. O ponto certo é: macio, porém com os grãos inteiros.

- 2 folhas de couve manteiga picadas bem fininho
- 280g/ 300g de Feijão Fradinho cozido
- 2 linguiças defumadas em rodelinhas
- 2 colheres (sopa) bacon picadinho
- 1/2 cebola picada
- 2 dentes de alho bem picados
- 1 envelope de tempero para feijão
- farinha de mandioca temperada a gosto

Doure levemente um dente de alho e refogue a couve, acrescentando sal a gosto. Reserve.
Numa panela grande, coloque um fio de óleo e doure o bacon e as rodelas de linguiça defumada. Depois, acrescente a cebola picadinha e o outro dente de alho. Coloque o feijão fradinho escorrido (porém úmido), o tempero em pó, mexa bem para misturar e deixe refogar para o feijão pegar o gosto dos temperos. Prove o sal.

Coloque a couve já refogada, vá acrescentando a farinha temperada e mexendo. A quantidade é a gosto; eu prefiro não deixar completamente seco! ;)


Para mim, o Feijão Tropeiro com Couve é uma refeição completa!

.


Visitem a Vapza nas mídias sociais:
Twitter // Facebook // Blog

Sugestão de leitura:


Siga @danny_mou no Instagram!

» 3 COMENTÁRIOS »

Suco de couve & ração humana

14th agosto, 2010 by Danny Mou

>> Diário Pessoal, 14/08/10

Lendo uma revista Veja São Paulo do mês de Junho, encontrei esta divertida crônica escrita por Walcyr Carrasco. Gostei tanto, que resolvi compartilhar aqui no Blog! ;)

.


Por Walcyr Carrasco | 16/06/2010

Quando observo minhas imagens aos 20 anos, sinto ondas de fúria. Que tenebroso processo metabólico ocorreu para transformar aquele rapazinho magro em alguém com tanta vocação para engordar? Emagreci bastante há uns dois anos. Desde então, cometo loucuras para não engordar novamente. Alguns quilinhos ganhei, não nego. Se me distraio, os tais quilinhos se multiplicam espantosamente. Impossível perdê-los mesmo que eu percorra na esteira, diariamente, a distância do Oiapoque ao Chuí. Recentemente, um amigo inquiriu:

— Como faz para manter a forma?

— Simples. Eu me transformei em uma experiência química!

A palavra química não se refere somente aos inúmeros complementos que absorvo diariamente, de comprimidos de clorofila a própolis em drágeas. Mas às combinações alimentares nas quais mergulho, que estabelecem uma química dentro do organismo. Ultimamente eu me dedico ao suco de couve e à ração humana. A receita do suco é simples: bato duas folhas de couve no liquidificador. Engulo aquela coisa verde. E penso, como se fosse um castigo: “Quem mandou engordar? Agora sofra!”. Em seguida, tomo leite misturado com duas colheres de ração humana. Trata-se de uma mistura de cereais que, segundo se diz, oferece todos os compostos nutritivos necessários. Tem gosto de serragem. Está na moda. Todo dia conheço algum novo adepto da ração. Ou da couve. A mãe de um amigo garante ter perdido 20 quilos empanturrando-se com a dita cuja. Um primo resolveu todos os seus problemas intestinais com o suco. E por aí vai. Há quem diga que é delicioso. Sempre gosto de frisar:

— Se suco de couve fosse tão bom, seria oferecido em rodízio. E alguém troca uma picanha no espeto pela ração?

Faço também o regime do tipo sanguíneo. Segundo a teoria, cada tipo de sangue exige ou rejeita certos alimentos. Sou O positivo. Poderia emagrecer a cada garfada se conseguisse decorar a tabela do que devo ou não comer. Meus neurônios fervilham quando ergo um cardápio na mão. Só lembro que polvo é proibido. Ah, vida, justamente polvo, que eu adoro! Abro uma exceção.

Os gordos ou propensos a acumular banhas têm uma vantagem sobre os magros.Na árdua batalha dos regimes, ganham mais condição de conhecer a alma humana. Adquirem sabedoria. Meu melhor amigo, capaz de dar a vida por mim ou de no mínimo emprestar uma grana sem
juros, não resiste a comentar quando me vê:

— O paletó está fechando?

O mesmo que condena meus 4 quilos extras como um juiz em um tribunal, insiste em me oferecer um doce quando vou visitá-lo. Ou um vinho. Algo que, enfim, engorde.

— Ah, desculpe, não devo, estou de regime.

— Imagine, só hoje!

Ai de mim! Não é preciso insistir muito!

Um outro amigo me trouxe ração humana feita no Pará por sua mãe, só com produtos da terra.

— É a melhor que existe, aqui em São Paulo você não encontra!

Para acompanhar o presente, uma caixinha de bombons.

— São de cupuaçu, você vai gostar…

Agradeço com uma careta. Se quer me ajudar a emagrecer, por que os bombons? Ah, traidor!

Vou jantar fora com uma amiga. Digo não à sobremesa. Ela sorri, elogia minha força de vontade e escolhe meu doce predileto. Pisca, cúmplice:

— Garçom, traz duas colheres?

E lá vou eu!

Para quem vive em regime perpétuo, não basta evitar frituras, massas e açúcar. Mas sim enfrentar um complô que visa a engordá-lo. E o pior: na primeira chance, todo mundo comentará cada centímetro na barriga! Em relação a regime, a Solidariedade é Zero!

Fonte: Revista Veja

Sugestão de leitura:


Siga @danny_mou no Instagram!

» COMENTÁRIOS AQUI »

Sopinha de Legumes com Frango

8th junho, 2010 by Danny Mou

>> Diário Pessoal, 08/06/10

Uma receita bem fácil de sopa, que fica deliciosa e aquece bastante. É possível variar os legumes, conforme seu gosto. Eu usei chuchu, cenoura, vagem, mandioquinha, batata e abobrinha. Além da couve, picada bem fininha! ;)

Descasque e pique os legumes escolhidos e coloque-os na panela de pressão, junto com a couve, cobrindo com água já fervente.
Acrescente 2 cubos de caldo de legumes, mexa para dissolver e feche a panela. Quando começar a chiar, marque 25 minutos, em fogo médio.

Em separado, cozinhe 1 peito de frango com temperos à gosto, escorra e desfie muito bem.

Depois que a panela esfriar, abra a tampa e acerte o sal. Bata os legumes com o caldo no liquidificador ou use o mixer, dentro da própria panela. Não deve ficar um creme muito grosso, então, se necessário, acrescente um pouco mais de água.

Leve o fogo baixo, coloque o frango desfiado e deixe para dar uma apurada. Sirva bem quente.

Sugestão de leitura:


Siga @danny_mou no Instagram!

» COMENTÁRIOS AQUI »