Arquivos do Blog

Queijos indicados para elaborar fondue!

1st junho, 2016 by Danny Mou


Foto: Divulgação Regina

Especialista do grupo Barbosa & Marques indica produtos para elaborar a receita mais pedida do inverno: Fondue!

Segundo Raquel Santana, mestra em ciência e tecnologia do leite, responsável pelo controle de qualidade da marca de laticínios REGINA, empresa centenária na produção de lácteos tais como: queijos, leite longa vida, creme de leite, achocolatado, leite condensado, entre outros; pertencente ao grupo Barbosa & Marques, apresenta com exclusividade, os queijos que são indicados para elaborar a fondue, a receita mais pedida no inverno. Confira abaixo:

• Edam – Queijo muito popular na Holanda, comercializado em feiras livres e normalmente no formato de uma bola. Sabor suave, aromático e um pouco adocicado. É um queijo tipicamente de mesa devido ao apelo irresistível de suas olhaduras.

• Emmental – Queijo duro, amarelo- claro, de sabor suave. Ideal para ser fundido após seis meses de cura. Um clássico dos alpes suíços. Não pode faltar na hora de receber os amigos.

• Gruyere – Queijo de massa cozida, de textura semidura, plena de olhaduras (buraquinhos), a maioria do tamanho de uma avelã. Seu sabor é suave e adocicado, lembrando o sabor de leite maltado e aroma de amêndoa.

• Gouda – Conhecido mundialmente, é de origem holandesa. No Brasil, é um queijo produzido de forma similar ao queijo prato, mas tem características típicas como massa mais macia, sabor suave ligeiramente adocicado, muitas olhaduras, textura macia e casca fina.

• Provolone – Tem sua origem na região da Lombardia na Itália. É um dos queijos mais conhecidos do mundo. Tem diversos formatos e o peso varia de 200 g a 5 kg. São amarrados com cordas ou redes sintéticas e secam pendurados, depois são defumados até se obter a cor desejada da casca. O provolone envelhecido de 2 a 3 meses é flexível e aveludado, com uma casca fina e encerada, e é conhecido como provolone doce ou suave.

.

Foto: Divulgação Regina

Os produtos de laticínios da marca REGINA podem ser encontrados nos principais supermercados do país. Fonte: Release Oficial

Sugestão de leitura:


Siga @danny_mou no Instagram!

» COMENTÁRIOS AQUI »

Bolinho de arroz, queijo e carne seca

15th abril, 2016 by Danny Mou

Aqui em casa, adoramos bolinho de arroz. Já deu para perceber, né? Então, sempre procuro variações e esta, com certeza, ficou muito apetitosa!

Ingredientes:
- 1 xícara (chá) de Carne Seca Paineira - 2 xícaras (chá) de arroz já cozido e temperado
- 1 pacote 50g de queijo ralado
- 1 ovo
- 3 colheres (sopa) de farinha de trigo
- 4 colheres (sopa) de leite
- 1 colher (café) de fermento em pó
- salsinha picada à gosto
(não coloco sal)

Modo de Preparo:
É importante desfiar bem a carne seca. Misture todos os ingredientes para formar uma massa grossa, se for necessário, acrescente um pouco mais de leite e/ou farinha de trigo. Frite as colheradas no óleo quente, 5 ou 6 unidades por vez, escorra em papel absorvente e sirva imediatamente.

,

Mais uma prática receita, utilizando a deliciosa carne seca Paineira!

.

Visitem a Paineira nas mídias Sociais:
Twitter e Facebook


Sugestão de leitura:


Siga @danny_mou no Instagram!

» COMENTÁRIOS AQUI »

Capeletti com molho vermelho, queijo e shiitake

30th março, 2016 by Soraya Gars

Para quem procura receitas sem carne, esta é uma opção muito saborosa. Em casa, usamos Capeletti sabor queijo, mas este molho é tão saboroso, que acompanha muito bem qualquer tipo de massa!

Ingredientes:
- 1 pacote de cogumelo shiitaki fatiado Dare Gusto (50g)
- 1 cebola picadinha
- 1 colher (sopa) azeite
- 1 sachê de tempero em pó sabor legumes
- 1 sachê de molho de tomate pronto
- 1/2 pote de requeijão cremoso
- 1/2 xícara (chá) de queijo prato em cubinhos
- 1 pacote de Capeletti sabor queijo, cozido “al dente” (250g)

Modo de Preparo:
Coloque o shiitaki de molho por 1 hora até hidratar e ficar macio. Escorra e pique bem. Refogue o shiitake no azeite, com a cebola e o tempero de legumes. Adicione o molho de tomate, o requeijão e o queijo prato. Cozinhe em fogo baixo até levantar fervura. Despeje sobre o Capeletti cozido e escorrido e sirva imediatamente.

.

Olha só aparência deliciosa deste molho!

.

Cogumelo Shiitaki fatiado Dare Gusto já hidratado!

Sugestão de leitura:



» COMENTÁRIOS AQUI »

Regina lança Creme de Queijo Minas Frescal

23rd fevereiro, 2016 by Danny Mou


Foto: Divulgação

.
Barbosa & Marques, empresa de laticínios presente no mercado brasileiro desde 1915, fabricante dos produtos da marca REGINA, lança o Creme de Queijo Minas Frescal nas versões tradicional e light, disponíveis para comercialização nas principais redes supermercadistas a partir de fevereiro de 2016.

Os Cremes de Queijo Minas Frescal tradicional e light apresentam o verdadeiro sabor do queijo mineiro, com uma consistência cremosa e típica do queijo fresco. Para consumidores que praticam dietas alimentares, a versão light é mais indicada, pois é reduzida em 25% de gordura comparado com a versão tradicional.

Os produtos chegam às gôndolas em uma embalagem prática, de 250g e fácil de ser manuseada. Seu consumo é altamente benéfico por ser fonte de cálcio e energia. Perfeito para lanches rápidos combinam com diversos acompanhamentos, como pães, torradas, biscoitos e canapés.
Fonte: Release Oficial

Sugestão de leitura:


Siga @danny_mou no Instagram!

» COMENTÁRIOS AQUI »

Como conservar os queijos no verão?

16th janeiro, 2016 by Danny Mou

Os queijos, alimento lácteo consumido e presente no dia a dia dos brasileiros, são produzidos através da coagulação do leite de mamíferos, passando por processos de coalhada, soro e maturação, que vão definir sua textura e sabor. Podem ser utilizados em diferentes tipos de receitas ou ingeridos na sua forma natural. Nos dias mais quentes, os queijos devem ser preservados de maneira correta.

Confiram as oito dicas abaixo!

Dica 1
A maioria dos queijos deve ser mantida sob refrigeração apenas para sua conservação. No momento do consumo devem estar em temperatura ambiente. Consumir queijo em baixa temperatura inibe a percepção de textura, aroma e sabor, transformando por completo a sensação agradável de consumir alimento tão importante e nutritivo;

Dica 2
Os queijos mais macios e cremosos devem ser retirados da geladeira no momento do consumo, já os queijos mais firmes e duros, se a porção for pequena, podem ficar até dois dias fora da geladeira;

Dica 3
Para porções maiores, recomenda-se retirar um pedaço, envolver em papel alumínio, mantê-lo sob refrigeração e retirar da geladeira, no mínimo, 30 minutos antes do consumo;

Dica 4
Enquanto fechados em suas embalagens originais e mantidos nas temperaturas (máxima e mínima), os queijos duram o tempo prescrito na rotulagem. Mas quando a embalagem é aberta, uma nova data deverá ser considerada, conforme texto legal impresso na embalagem do produto. Seja fresco, fatiado ou defumado, é preciso atenção máxima na refrigeração e consumo dos queijos durante o verão;

Dica 5
De maneira geral, os queijos podem ser guardados na embalagem original. Após aberto, o ideal é transferir para um recipiente com tampa;

Dica 6
Para consumidores que gostam de armazenar o queijo fatiado ou picado, o mesmo pode ser guardado em um recipiente de plástico com tampa e também colocado para refrigerar, observando sempre a nova data de validade após a abertura da embalagem original;

Dica 7
Queijos frescos como o Minas Frescal deve ter a embalagem original e o soro descartados, e em seguida o mesmo deve ser colocado em uma queijeira e mantido sob refrigeração. A cada momento que for servido, deverá ser desprezado o soro e assim que terminar de ser servido, deve voltar imediatamente para a geladeira, pois por ser um queijo fresco, quanto mais tempo ficar armazenado em geladeira, mais garantido será o seu frescor e sabor. O segredo de conservação do queijo Minas Frescal é tirá-lo do refrigerador o menor tempo possível;

Dica 8
Aberta a embalagem de um queijo, importante verificar a informação impressa no rótulo: “consumir em até… dias”. Esta nova validade é a garantia de um produto saudável definida pelo laticínio, período em que sua textura, sabor e aroma permanecem inalterados.

Fonte: Raquel Santana – especialista mestra em ciência e de tecnologia do leite, release oficial Regina.

Sugestão de leitura:


Siga @danny_mou no Instagram!

» COMENTÁRIOS AQUI »